Colégio Espírito Santo amanheceu pichado após mudança de fluxo em rua

Foto: Bruno Lara/OT

Foto: Bruno Lara/OT

O Colégio Espírito Santo amanheceu pichado após a alteração do sentido da Rua Gomes Freire de Andrade no último final de semana. Falando em nome dos moradores da rua, os pichadores escreveram nos muros que a queriam de volta.
A alteração se deu em função da reclamação de pais e professores do colégio no mês passado. Segundo eles,  os arredores do Espírito Santo, localizado no bairro Nossa Senhora das Graças, é perigoso e muitos carros são roubados ou furtados no local.

A diretora Irmã Maria Sônia Muller então se reuniu com o tenente Pasqualini, da Brigada Militar, para requerer reforço na atenção policial na região, o que foi atendido. Pasqualini a época, recomendou que os pais não permanecessem no interior dos veículos a espera de seus filhos e que os estudantes evitem exibir e se distrair com celulares e equipamentos eletrônicos na rua.

Sentido da Tamoio pode mudar novamente

Na quarta-feira, 24 de junho, o secretário de Transporte e Mobilidade, Oswaldo Steffen, e seu adjunto, Júlio Matté, juntamente com o gestor da Unidade de Fiscalização de Trânsito, Justino Coelho Júnior, e ainda o diretor de trânsito, Anderson Rosa da Silva, visitaram o colégio. Prometeram intensificar a fiscalização na área multando carros estacionados em locais proibidos e que estudam inverter o sentido do trânsito da rua Tamoio no trecho para melhor atender o fluxo de veículos no bairro.

Na data, a Irmã Maria Sônia Muller comentou sobre o interesse de criar uma área de embarque e desembarque rápido na rua Tamoio, permitindo que os alunos possam sair e entrar dos carros com mais agilidade, auxiliados por funcionários da própria escola.

Relembre:

Mudança no sentido das ruas Tamoio e Gomes Freire, no Nossa Senhora das Graças

Colégio Espírito Santo reivindica mais segurança

Foto: Bruno Lara/OT

Foto: Bruno Lara/OT

image

Foto: Bruno Lara/OT

image

Foto: Bruno Lara/OT