Aneel debate aumento de 23,82% nas contas de luz da RGE Sul

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizou na tarde de segunda-feira, 5, em Canoas, reunião presencial com os consumidores da RGE-Sul Distribuidora de Energia S.A. para apresentar a proposta de Revisão Tarifária Periódica (RTP) da distribuidora e os índices de qualidade para os próximos anos.

A reunião foi realizada no Auditório da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), na Av. Farroupilha, 8001, Bairro São José – Auditório 217 do Prédio 1 – Canoas (RS). O evento contou com a presença de 15 participantes e oito expositores. Os valores submetidos à audiência pela Aneel consistem em uma proposta preliminar de reajuste de 23,82% para os consumidores residenciais e 28,25% para as indústrias. Os índices finais serão conhecidos em abril, quando o assunto será deliberado em reunião da Diretoria da Aneel.

A revisão tarifária periódica reposiciona as tarifas cobradas dos consumidores após analisar os custos eficientes e os investimentos prudentes para a prestação dos serviços de distribuição de energia elétrica, em intervalo médio de quatro anos. Os limites de DEC e FEC da distribuidora para o período de 2019 a 2023 também estão em audiência.

RGE Sul

A reportagem entrou em contato com a assessoria da RGE-Sul Distribuidora de Energia S.A., mas esta afirmou que a empresa não se posicionará sobre o assunto.

Reclamações

Em fevereiro de 2017, as contas de luz já foram motivo de debates na cidade. Na ocasião, usuários reclamaram do valor das contas de luz e dos problemas referentes à prestação do serviço da concessionária de energia elétrica no município. Por conta disso, a Câmara promoveu, no dia 16 de fevereiro, um Grande Expediente sobre o tema. A convite do então presidente da Casa, vereador Juares Hoy (PTB), o gestor de Atendimento ao Poder Público da RGE Sul, Thiago Pedroso de Oliveira, compareceu à sessão para prestar esclarecimentos. Ele salientou que todas as faturas analisadas pela empresa a pedido dos consumidores demonstraram que os valores mais altos estavam associados ao aumento do consumo. O serviço prestado pela RGE também foi alvo de novos debates ao longo do ano, inclusive com a formação de comissão especial na Câmara de Vereadores de Canoas.