Aniversá.rio – Rogério Ceratti

Este mês comemorei meu aniversario e recebi durante vários dias mensagens e abraços de pessoas que conheci e convivo em todo esse tempo.
Como um rio que corre e leva consigo a história dos trajetos que passou, concluo que os recém 30 anos que completei não são ainda muitos anos para que eu possa olhar para o que passou e ficar feliz ou triste. Eu penso ser um tempo em que ainda posso olhar pra frente e tentar mudar e melhorar como ser humano.

O tempo de comemorar me faz pensar também qual a razão de dividir as coisas boas da vida. E nesse ano quis motivar os amigos a nutrirem um dos sentimentos, que para mim, é um dos mais bonitos que existem: o altruísmo.
Pensar no outro. Preocupar-se com o outro é uma tarefa difícil e deve ter constante aperfeiçoamento, pois não é nada fácil abrir mão de um tempo ou de algo que você possui para doar a outro.

Muito embora esse sentimento em alguns venha de berço, e que deveria ser intrínseco a qualquer ser humano, é preciso que algumas pessoas digam a necessidade do pensamento coletivo, além de que demonstrem através das suas próprias ações, para que coisas boas no mundo possam continuar a acontecer.
Quando águas de um rio passam e deixam sementes, o local se enche de flores e árvores, deixando o mundo mais bonito.

Quando o ser humano é altruísta, ele mesmo se torna mais bonito.

Advogado e Escotista