Canoenses celebram bicentenário de nascimento de Bahá’u’lláh

A Assembleia Espiritual dos Baha’ís de Canoas celebra, no dia 21 de outubro, a partir das 20 horas, o bicentenário de nascimento de Bahá’u’lláh. O evento ocorre na sede Baha’í de Canoas, na Rua Engenheiro Acelino de Carvalho, 161, no bairro Estância Velha.

Para falar sobre as atividades, Isadora e Jeane Laguna visitaram a sede de O Timoneiro na última segunda-feira, 2 de outubro. Isadora, membro da assembleia local de Canoas, ressalta que o evento conta com uma parte devocional, com orações: “Sempre tem um momento para falar um pouco sobre a importância do dia e da própria figura de Bahá’u’lláh. Há uma cerimônia, confraternização aberta a qualquer pessoa, Baha’í ou não”, afirma. De acordo com ela, são esperadas em torno de 200 pessoas para a celebração. Além do momento festivo, Isadora comenta que o evento também serve como estímulo para a intensificação dos esforços para levar a mensagem da fé Baha’í para mais pessoas. “Temos que ampliar os serviços que prestamos à comunidade, conclui.

Sobre a religião

A Fé Bahá’í baseia-se em ensinamentos revelados por seu fundador, conhecido como Bahá’u’lláh. Os princípios fundamentais que regem a atuação de cada bahá’í podem ser resumidos na crença na unicidade de Deus e da humanidade e na igualdade entre todos os membros da família humana. A Fé Bahá’í é uma religião mundial independente, com suas próprias leis e escrituras sagradas, surgida na antiga Pérsia (atual Irã) em 1844. Foi fundada por Bahá’u’lláh, título de Mirzá Husayn Ali (1817-1892), e não possui dogmas, rituais, clero ou sacerdócio. Conta com aproximadamente 6 milhões de adeptos.

 Sobre Bahá’u’lláh

Foi o fundador da Fé Bahá’í, é o título adotado por Mírzá Husayn ‘Alí Núrí, filho de um proeminente nobre iraniano, nascido em Teerã em 12 de novembro de 1817. Bahá’u’lláh significa “A Glória de Deus”, em árabe.
Na religião, Bahá’u’lláh é o Mensageiro de Deus para esta era e o Prometido de todas as religiões, cujo objetivo é a unificação e a fraternidade entre todas as religiões, raças e nações do mundo e a espiritualização do caráter humano.

No Brasil

A comunidade bahá’í brasileira começou a se formar em 1921, com o estabelecimento da primeira bahá’í em território nacional, na cidade de Salvador (BA).