Canoenses se solidarizam com vítimas de incêndios

O fogo não deu trégua durante o último mês. Foram diversos registros de incêndios em residências e estabelecimentos comerciais da cidade. Alguns deles chamaram a atenção nas redes sociais e comoveram os canoenses, que prontamente ajudaram. O caso mais chamativo foi o ocorrido no início do mês, no bairro Niterói. Jéssica Stroff, vizinha da família afetada, compartilhou o fato no Facebook logo após o acontecimento e se surpreendeu com a velocidade das respostas e da chegada de ajuda.

Doações

“Chegaram móveis, fogões, camas, roupas”, conta Jéssica, que foi guardando e organizando tudo em sua própria casa. A lista, segundo ela, não parava de crescer. A arrecadação foi tão grande que sobrou até para ajudar outra família da vizinhança que também teve sua casa incendiada. Além disso, o resultado dessa solidariedade chegará até as famílias afetadas pelas enchentes na cidade. Fabiano Mariani, da Defesa Civil de Canoas, informa que a instituição irá redistribuir as doações para famílias com maior necessidade. “Nós já temos uma lista de pessoas com necessidades mais urgentes.”, diz o funcionário.

O telefone 3476 -3400, da Defesa Civil, está à disposição para aquelas pessoas que queiram ajudar com mais doações e também para aqueles que precisam de ajuda. O contato entre a Defesa Civil e Jéssica foi estabelecido pelo gabinete do vereador Eric Douglas, que também ajudou na arrecadação de doações. Interessados em doar ou pessoas que necessitem das doações também podem contatar o gabinete do vereador, pelos telefones 3462-4818, 3462-4882 e 99201-8934

Reconstruindo a vida

foto box 2

O que era para ser uma noite de comemoração acabou se tornando um fato para esquecer. Alan Alderi Alves conta que saiu para comemorar o aniversário de sua noiva, Jéssica Kehl, no sábado, 24, e que durante a festa foi informado que sua casa estava pegando fogo. “Quando chegamos, os bombeiros já haviam controlado mas já não teve muito o que salvar”, conta Alan. Livros, móveis, computadores, tudo foi perdido para o fogo.

Ajuda

Agora o foco de Alan, Jéssica e Tânia, mãe de Jéssica, que também mora no local, é reconstruir a casa e a vida que tinham ali. “Roupa já conseguimos bastante. Precisamos de roupa de cama e material de construção para reerguer a casa”, diz Alan. Quem quiser contribuir pode entrar em contato com Alan pelo telefone: 51 99310-9000.