Comércio prevê crescimento modesto para Dia dos Pais

 A expectativa de vendas para o Dia dos Pais este ano é melhor do que no ano passado, segundo avaliação do Sindilojas de Canoas. Em relação a 2017, o sindicato do varejo espera uma alta real no volume de vendas entre de 3% a 4%. O número é baseado na Avaliação Econômica realizada pela Fecomércio-RS e trazida à região pelo vice-presidente da entidade, Denério Neumann, que também preside o sindicato local.

“Ainda vivemos um período de lenta retomada após uma crise que foi muito intensa e já dura quase três anos. Não será o Dia dos Pais dos sonhos, mas ter vendas melhores este ano já é algo positivo”, acredita.

De acordo com a Avaliação Econômica da Fecomércio-RS, o varejo gaúcho é influenciado por uma série de fatores que refletem na confiança e intenção de consumo das famílias. Entre eles, estão o desemprego no Estado, que chegou a 8,50% no 1º trimestre deste ano, a queda no poder de compra dos salários (-1,83% no confronto com o 1º trimestre de 2017) e o nível de comprometimento da renda com dívidas. Para se ter uma ideia, um de cada cinco reais que o gaúcho recebe é drenado para o pagamento de dívidas.

Alguns segmentos do comércio devem puxar os índices de melhores resultados, ainda segundo a Avaliação Econômica da Fecomércio-RS. Entre eles, o varejo de roupas, calçados, vinhos e chocolates devem ser os mais procurados pelos consumidores já que o período de frio está mais intenso em 2018 do que foi em 2017. Pelo critério de preços, vinhos e chocolates têm maior chance de emplacar entre os consumidores por apresentarem opções com valores mais acessíveis.

Artigos tradicionais como equipamentos e materiais de escritório e de informática também costumam ter elevação das vendas em relação a outras épocas do ano.

Amor de Pai

Patrick Leotte Mendes – pai de duas meninas

“Tenho duas filhas lindas que eu crio com a ajuda dos meus pais. Desde que assumi sozinho esse papel, me tornei um homem mais forte, mais corajoso para superar as adversidades da vida. Ser pai é uma dádiva, um presente de Deus que agradeço todos os dias. É compreender seus filhos, ser amigo e estar presente em todos os momentos”.

João Moraes – pai de três filhos e avô de três netos

“Ser pai é o melhor presente que Deus me deu. Hoje, aos 52 anos, tenho três filhos homens dos quais me encho de orgulho pelo caráter que eles têm. Também sou um babão pelos meus três netos que amo muito. Só tenho a agradecer a Deus e também à minha esposa por terem me agraciado com essa bênção”.