Direção do HNSG luta contra dívida de R$ 110 milhões

Gerir uma instituição com o porte do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG) é um grande desafio. Essa missão fica ainda maior quanto existe uma dívida, adquirida durante os 55 anos de existência da entidade, que soma aproximadamente R$ 110 milhões. Com essa perspectiva, Airton Tonietto, novo presidente da Associação Beneficente de Canoas (ABC), mantenedora do HNSG, tenta recuperar o equilíbrio financeiro do hospital.

Airton Tonietto

“Assumi a presidência nesse mês, então ainda estou na fase de conhecimento. Pra mim foi uma surpresa esta posição. É uma missão que estamos assumindo e damos o melhor pra dar continuidade”, afirma Tonietto. Ele avalia o atual momento da instituição como confortável e estável. Questionado sobre sua atuação dentro da ABC, que já desempenha há dez anos, Airton ressalta o caráter filantrópico da instituição: “Eu acho que a gente tem sempre que olhar o próximo. A gente se dedica a ajudar os mais carentes. Quando me convidaram para participar da associação, na área do conselho fiscal, fui me envolvendo”.

Diretor financeiro

A mesma postura é mantida pelo diretor administrativo financeiro da instituição, Francisco Valmor Marques de Avila. Para ele, a situação do HNSG é “controlável”. Francisco afirma que o hospital tem um déficit mensal de R$ 1 milhão e que isso demanda habilidade e criatividade da gestão. “Estamos diminuindo esse déficit e tentando aumentar a produção de convênios privados. A situação está difícil para todos. A prefeitura tem feito o que pode para ajudar”, conta o diretor. Ele ainda relata que a gestão está reduzindo custos e renegociando contratos: “A nossa expectativa é de que o balanço de 2017 apresente um dos menores prejuízos dos últimos tempos da instituição. Em média, todos os anos o hospital fecha com um prejuízo de 8 a 10 R$ milhões”.

Déficit

A dívida total do hospital, de acordo com os gestores, é de aproximadamente R$ 110 milhões. Mesmo assim, tanto Airton como Francisco garantem que esses valores são administráveis e que estão sendo abatidos. “Existem diversos programas para que esse passivo seja remanejado e renegociado. Parece uma coisa impagável, mas no longo prazo podemos sim reduzir o passivo. Mesmo assim, é um peso que a gente carrega”, diz o diretor financeiro da instituição.

Solução

“Nós temos um projeto de ampliação do pronto socorro dos convênios. É uma área de mais de 400 m², que deve sair edital para construção. Isso vai nos gerar a possibilidade de ampliar os convênios, que é onde vamos buscar os recursos para melhorar o equilíbrio financeiro do hospital”, relata o presidente da ABC, Airton Tonietto.

Ajuda

Diante da situação financeiro do hospital, canoenses se prontificaram a ajudar o setor de nutrição HNSG, que precisa de uma estufa Pastru. O grupo que realiza as comendas de aniversário do Graças está organizando um jantar beneficente. A organização do evento é liderada por Gercino dos Santos, Zulma, Ilane e Andrea Cadore. O 1° jantar baile Havaí será realizado no dia 9 de março, no clube fênix, a partir das 20h30min. Para reservas, entrar em contato com Gercino pelo número 992 388 083.