Festas clandestinas voltam a incomodar moradores

Não importa quantas operações são realizadas ou quantas reclamações são registradas, o problema sempre volta a ocorrer. As chamadas “Festas Clandestinas”, realizadas nas ruas ao redor de postos de combustíveis, continuam tirando o sono de muitos moradores em diversos pontos da cidade. Um dos locais mais visados é o que está nas imediações da Avenida Boqueirão com a Rua Liberdade, no bairro Igara. A reportagem do Timoneiro ouviu autoridades locais, que relatam os esforços para conter a propagação da prática na cidade.

Vereador

O vereador Eracildo Guilherme Linck (MDB), liderança local que tem residência no bairro Igara, afirma que já fez diversas reuniões com os secretários de Segurança e de Trânsito. Linck também conta que fez diversos pedidos de indicação ao 15° BPM para patrulhas constantes no local. “A fiscalização deve partir dos órgãos de segurança, pois a desordem acontece sempre aos finais de semana”, afirma o vereador. Eracildo afirma que tem recebido relatos de moradores do bairro sobre o transtorno que tem ocorrido: “As pessoas não conseguem dormir. A grande questão é o barulho. Tanto de música como de carros e motos circulando”.

Relembre

A situação no Igara não é nova. O Timoneiro já relatou o caso em reportagens realizadas em 2014. Na ocasião, um dos moradores, que residia há mais de 40 anos na Rua Liberdade, contou que o problema já acontecia há alguns anos, e que vinha se agravando. “A polícia até vem aqui às vezes, fazem um trabalho pontual, mas depois que viram as costas todo o barulho volta”.