Gamp utiliza telemedicina nas unidades de saúde de Canoas e Rio Pardo

Os pacientes que procuram atendimento no Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC), Hospital Universitário (HU) ou nas UPAs Caçapava e Rio Branco, além do Hospital Regional do Vale do Rio Pardo, administrados pelo Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp), têm os laudos de seus exames emitidos por meio da telemedicina. No HU, está em fase de implantação o consultório de telemedicina e central de laudos que darão suporte a todas as unidades de saúde.

A ferramenta auxilia e promove o diagnóstico a distância, indicando as melhores práticas e condutas de tratamento com qualidade e agilidade. “Isso se traduz numa diminuição de tempo entre a realização do exame e a obtenção de resultados e entre o atendimento e o diagnóstico feito pelo especialista”, explica Janine Sulzbach, diretora regional da DG Telemedicina, empresa responsável pela prestação de serviços em parceria com o Grupo Gamp.

“Além de reduzir custos, levamos a medicina a locais de difícil acesso, minimizando a falta de especialistas e melhorando a produtividade, facilitando o gerenciamento dos resultados e fornecendo informações para a melhor tomada de decisão”, completa Janine.

Como funciona a telemedicina:

O médico solicita o exame
O paciente se desloca a uma unidade de saúde para realizá-lo
O exame é transmitido para a central de telemedicina
O médico especialista faz o laudo do exame
O laudo é devolvido para a unidade de saúde solicitante em um curto espaço de tempo