Câmara de Vereadores quer explicações da Prefeitura

Émerson Vasconcelos

Na última terça-feira, 16, foi aprovado na Câmara de Vereadores um requerimento da bancada do PSDB para que o secretário da Educação, Paulo Ritter, compareça à Casa. Os vereadores querem esclarecimentos sobre denúncias apontando indícios de superfaturamento na compra dos uniformes para alunos das escolares municipais de Canoas.

Os tucanos haviam incluído também o nome do secretário de Comunicação, Evandro Dias Gomes, para explicar o gasto de R$ 159 mil com a produção de um DVD para a Prefeitura. A bancada governista, no entanto, conseguiu negociar a troca de Gomes pelo secretário de Planejamento e Gestão, Marcelo José Souza. Ele deverá acompanhar Ritter na explicação sobre a compra dos uniformes. A data ainda não está definida, mas deverá ser numa das próximas sessões.

Comparativo
O vereador Aloisio Bamberg ressalta que em Rio Grande o custo unitário dos uniformes adquiridos para os alunos da rede municipal foi muito mais baixo do que em Canoas. "Lá em Rio Grande gastaram R$ 897 mil para comprar quatro peças de uniforme para 20 mil alunos. Aqui, foram R$ 3,7 milhões para comprar seis peças para 26.736 alunos. Ou seja, enquanto Rio Grande pagou R$ 11,21 por peça, Canoas pagou R$ 23,06”, disse Bamberg.

Vale ressaltar que em Canoas foi adquirido um kit de verão com uma bermuda e duas camisetas, enquanto Rio Grande adquiriu duas camisetas. Já nos kits de inverno, enquanto Canoas adquiriu uma jaqueta e duas calças por aluno, Rio Grande adquiriu um abrigo e uma calça.

Bamberg diz ainda que não consegue acreditar que tanto em Rio Grande quanto em Maringá as Prefeituras não souberam comprar bons uniformes. "Não acredito que a qualidade dos uniformes de Canoas possa ser tão superior que justifique uma diferença tão grande de preços”, afirmou.

Relembre o caso
Na última semana, o jornal O Timoneiro publicou a informação de que o ex-procurador geral do município, José Carlos Duarte, entrou com uma ação popular contra a Prefeitura. O motivo principal da ação é justamente a diferença de preços que Canoas pagou à Nayr Confecções, por uniformes que a mesma empresa ofereceu à Prefeitura de Maringá/PR, por um valor muito mais baixo.

A diferença de valores

Canoas X Rio Grande
Custo médio por peça de uniforme em Canoas: R$ 23,06
Custo médio por peça de uniforme em Rio Grande: R$ 11,21
segundo Bamberg

Canoas X Maringá
Abrigo comprado por Canoas (uma jaqueta e duas calças): R$ 89,49
Abrigo oferecido a Maringá (uma jaqueta e uma calça): R$ 27,50
Conjunto de uma bermuda e duas camisetas comprados por Canoas: R$ 30,50
Somas dos valores de uma bermuda e duas camisetas em Maringá: R$ 15,91
segundo José Carlos Duarte
Powered by Supremo Hosting

Assine nossa newsletter