Ot Niterói: Pacientes sofrem muito com demora no HPS


Na última semana, OT Niterói voltou a visitar o Hospital de Pronto Socorro de Canoas. A situação encontrada foi ainda mais preocupante do que as presenciadas por nossa equipe nas visitas diurnas. Enquanto no Parque Eduardo Gomes, a Prefeitura gasta milhares de reais com a festa da Semana Farroupilha, a situação no hospital está cada vez pior. O cansaço estampado no rosto das pessoas, castigadas pelo frio que entra na sala de espera a cada vez que a porta automática se abre, é uma cena  nada agradável de se ver.

Na sala de espera, acompanhantes de doentes já aguardavam há pelo menos duas horas por notícias de seus amigos e familiares. Na maior parte dos casos, do outro lado da porta, que dá acesso ao espaço onde ficam os consultórios, os pacientes ainda aguardavam sentados pelo atendimento. Em outros casos, o atendimento inicial já havia sido feito, mas a pessoa precisava esperar mais por um raio-x.

Melhoria?
Para não dizer que nada melhorou em relação à nossa última visita, nossa equipe percebeu que um desrespeito aos pacientes já não é mais praticado. Antes, ao chegar no balcão de atendimento, a pessoa, que muitas vezes lutava pela sua vida, era obrigada a ver, colado no vidro, um cartaz com contatos de funerárias. Agora o desrespeitoso cartaz não está mais fixado lá, mas o vidro também não. Portanto, fica difícil de saber se foi retirado por respeito aos pacientes ou por uma questão de design do balcão.
Powered by Supremo Hosting

Assine nossa newsletter