Opinião: Coluna Momento Político

image

DISPUTA

O clima está quente dentro da hoste do PT. O deputado Nelsinho Metalúrgico, usando as pesquisas de opinião pública, que o colocam em primeiro lugar, quer ser o candidato a prefeito pelo partido. O prefeito Jairo, temendo desgaste do partido, de seu governo e da Operação Lava Jato quer apoiar na candidatura do PRB sua vice Beth Colombo.

Os dirigentes estaduais e nacionais do partido querem representação da cidade, e mesmo para perder querem um nome próprio.

 

FOGUEIRA

A inclusão do nome de Jairo Jorge (PT) na lista dos que receberam recursos da Odebrecht, nos termos dos documentos apreendidos pela Polícia Federal na sede da empresa enfraquecem a imagem do Prefeito.

Já não bastassem as decepções da queda de popularidade e do mau governo que realiza, agora esta vinculação pela simples citação na Lava Jato.

 

PMDB

O partido, que deve desembarcar do governo de Dilma e participar da oposição ao Governo Jairo, deve receber a adesão do ex-prefeito Ronchetti, que abandonou o PSDB e deve lançar sua esposa como candidata a vereadora pelo PMDB.

 

MALA PESADA

Os apoiadores da candidatura de Beth Colombo reclamam da “mala sem alça” que é a possibilidade de carregar o secretário Mario Cardoso (PT) como vice. Dizem que além da rejeição do nome PT ele carrega a própria, que afirmam ser maior que a do partido.

PARTIDO PROGRESSISTA

Nos próximos dias, o partido deverá ter uma posição oficial sobre o nome de candidato a prefeito pela sigla.

 

RECLAMAÇÃO

Dizer que Jairo Jorge (PT) está apoiando este ou esta candidata, a qualquer cargo nas próximas eleições, produz o mesmo efeito que falar em corda na casa de enforcado.

O desgaste começa a afastar a influência do poder.