Opinião: Coluna Momento Político

jorge251215

APENAS O INÍCIO
Antes da eleição em 2010, o candidato do PT, Jairo Jorge, acertou com os partidos o seguinte esquema: “Os cargos do futuro governo seriam proporcionais ao número de vereadores que cada bancada da base aliada elegesse”.
Sistema antidemocrático, mas todos acreditaram.
O PMDB teve direito a 44 cargos, aqueles de comissão, onde alguns trabalham se quiserem, não precisa de concurso, se ganha muito bem e até pode aprender alguma coisa do serviço público.
Falta um ano para a eleição. Jairo Jorge (PT) precisa eleger alguém que lhe de proteção e não dê sequência nas investigações de irregularidades que seu governo enfrenta. Precisa de alguém que lhe dê a metade de cargos em comissão (472 atuais).
Depois de vários apoiamentos infrutíferos e quase nenhuma receptividade no eleitorado, decidiu apoiar Beth Colombo, sua vice, pelos seguintes fatos:
Ela nunca incomodou, apoiou tudo que o governo fez, não mandou carta nem fez nenhuma reclamação;
Vai garantir a esperada proteção;
Continua com a ingerência no governo;
Mas Beth teve que ir para um partido, que apoia o PT e a pres. Dilma, pois Jairo é do PT e apoia Dilma. Assim, Beth sairá do PP e irá para o PRB.
Aí começou o drama do PMDB, que se atreveu a dizer, pela vez primeira, que não se sujeitava ao domínio de Jairo Jorge. A partir do dia 26, serão demitidos os 44 cargos em comissão do PMDB.

 

CUSTO NATAL
Ninguém sabe quanto custará aos cofres públicos as ornamentações de Natal feitas pelo governo.
Todos sabem que os cofres estão raspados, falta dinheiro para tudo, mas dizem que os festejos natalinos irão custar aos canoenses mais de um milhão de reais. O certo só poderá ser visto na prestação de contas, pois no atual governo, não existe transparência.
E isso não é novidade no governo canoense do PT, pois todo Natal é feito de material reciclável, milionário e sem prestação de contas.
NA MOITA
O PDT, que estava conversando com o PMDB para lançar uma candidatura diferente da de Jairo Jorge, sentiu a ameaça de perder os cargos.
O deputado Pompeu de Matos, presidente estadual, está tentando atrair Beth Colombo para a sigla brizolista, e assim “adaptar-se” à decisão do prefeito.
Um argumento muito forte entre os pedetistas é de que precisam dos cargos em comissão, pois, sem eles, na próxima eleição, perderiam 8 mil votos, ou seja, um vereador.
Tudo faz crer que o PDT vai acomodar-se.

 

SEM O QUE FAZER
Essa semana, três secretários do governo municipal (uns dizem que eram quatro) deslocaram para o bairro Igara para tratar dos interesses de uma agremiação esportiva e conflitar-se com uma associação de moradores.
Ninguém sabe o verdadeiro interesse da ação do governo, mas todos assistiram a um secretário colocar o dedo em riste na cara de uma moradora, irritando a todos.
Vai dar muito pano para manga, pois os moradores são permanentes e os secretários eventuais, e um comportamento machista desta categoria vai receber o repúdio dos canoenses, aliás, quero iniciar aqui o meu protesto contra o gesto machista, prepotente e arrogante de um servidor público temporário agredindo um membro da comunidade.
Isto é vergonhoso, e me preocupa qual o interesse para este tipo de comportamento. Interesse público é que não é.

 

SUCESSÃO MUNICIPAL
Ouvi de um especialista de eleições canoenses o seguinte relato:
“Os nomes que estão em evidência no momento não são os nomes que vão decidir a eleição. Estão jogados apenas para distrair o eleitorado, os verdadeiros candidatos com pretensões de vitória ainda não apareceram. Os atuais, que são apenas jogadas para inglês ver”.
A verdade é que o desgoverno Jairo Jorge e a descrença do governo federal petista transformaram a eleição em Canoas numa incógnita, eis que de um lado estarão os que apoiam Jairo e Dilma, e de outro lado, as forças de oposição.
A eleição será um verdadeiro plebiscito.

 

DEGOLA, TAMBÉM, NO PTB
O governo Jairo Jorge (PT) já anunciou que nos próximos dias irá demitir todos os cargos em comissão indicados pelo PTB e seus vereadores. O motivo é que o partido não quer continuar obedecendo ao comando de Jairo, que pretende indicar seu sucessor.
O partido deu nota, assinada pelo presidente estadual, Luis Carlos Busato, e pelo municipal, Beto Steinmntz: “Prestamos nossa solidariedade a todos, neste momento, que não está sendo fácil, temos absoluta certeza. Queremos agradecer, de coração, toda dedicação com que vocês realizaram suas atividades na Prefeitura de Canoas, pois representam muito bem o nome e tradição do PTB”.
Afirmam também que a resposta será dada pelas urnas e que o PTB vai voltar pela porta da frente.

 

Este colunista deseja a todos os leitores um Feliz Natal, repleto de paz, luz e esperança, lembrando que o Natal não é apenas um momento de troca de presentes e confraternizações, mas sim para tocar os corações.