Opinião: Qual é a sua crise?

José Carlos Rodriguez

José Carlos Rodriguez

Ouço no dia a dia, sejam na rua ou no ônibus, diversos tipos de queixas. Quase todas elas vêm acompanhadas da palavra “Crise”. No dicionário, esta palavra tem vários significados: na medicina é um momento decisivo em uma doença, quando toma o rumo da melhora ou do desenlace fatal. Ou a uma alteração súbita, comumente para melhora, no curso de uma doença aguda. Também pode ser um momento crítico ou decisivo. Uma situação aflitiva. Mas também pode ser uma conjuntura perigosa, situação anormal e grave. Ou seja, um momento grave, decisivo.

Na política é a situação de um governo que se defronta com sérias dificuldades para se manter no poder, mas também pode ser um ataque de nervos ou de trabalho quando a complicação ou embaraço nas relações sociais decorrente da falta de serviços em que se empregam as classes menos abastadas. Por isso a pergunta: qual é a sua crise? de saúde? Você esta em uma situação de doença ou algum familiar? Política? Você faz parte de algum coletivo político que faz parte do atual governo e estão em uma fase decisiva? de trabalho? Foi demitido, não arranja emprego? O pais vive uma situação atípica, anormal e grave neste momento. As pessoas, influenciadas por parte da grande mídia, repetem sem saber uma palavra, sem saber o real significado dela.

Crise? Qual? A Chinesa com sua bolsa que sobe e desce? A do petróleo que um dia ameaça o barril a 90 dólares e no outro diz que pode chegar a 20? A climática? Quando governantes se juntam de tempos em tempos para resolver nada para a saúde de nosso planeta? As pessoas recebem um turbilhão de desinformação diariamente, principalmente pelos telejornais e pelas chamadas redes sociais, não tendo capacidade ou tempo de filtrar e discernir, ou seja, ver com clareza o momento atual que atravessamos. É um momento delicado, que definirá o rumo do país, fruto de uma irresponsabilidade política jamais vista. Mas a crise esta aí, na boca do povo, escolha a sua.