Prefeito faz balanço da gestão na sede do Sindilojas Canoas

Derli_Colomo_Júnior_001

Foto: Derli Colomo Jr

O prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato (PTB), apresentou na terça-feira, 11, um balanço dos primeiros 100 dias de gestão, na sede do Sindilojas Canoas, no encontro promovido pelo Fórum das Entidades Empresariais e de Profissionais Liberais de Canoas. Também esteve presente a secretária de Saúde, Rosa Groenwald.

Saúde

Tido como o maior mutirão de saúde da história da cidade, o tema foi amplamente relatado pelo prefeito e pela secretária de Saúde. Rosa Maria Groenwald ainda ressaltou a participação da iniciativa privada na ação e renovou o convite para aqueles que queiram colaborar com as atividades.
Mesmo com tais iniciativas nos primeiros 100 dias de governo ainda existem problemas, de acordo com Busato. O prefeito lamentou uma dívida da Secretaria Estadual da Saúde com a Prefeitura, que ultrapassa os R$ 28 milhões. “No mês de abril não entrou nada “, diz a Secretaria de Saúde.

HPSC

“Nos próximos dias, vamos entrar no HPS da mesma forma que fizemos no Hospital Universitário. Estamos realizando auditoria no contrato com o Gamp (Grupo de Apoio e Prevenção à Medicina), também dentro da Secretaria de Saúde”, afirmou o prefeito.

HNSG

Busato afirma que a direção do HNSG está relutando em passar pelo processo de auditoria externa. “Queremos que o Graças continue atendendo, mas sabemos que a instituição precisa passar por uma transformação gerencial”, acrescentou.

Aeromóvel

O prefeito também destacou os R$ 60 milhões já investidos no Aeromóvel e as condições para que o processo tenha continuidade, especialmente o empréstimo de R$ 262 milhões que seria assumido pelo vencedor da licitação. Ainda na área de transporte, garantiu a realização da licitação do sistema de transporte coletivo para o ano de 2018.

Presídio

Sobre o Presídio de Canoas, o prefeito informou que trabalha para reduzir o custo financeiro do acesso ao local. Destacou também a necessidade de rediscutir o projeto da construção do presídio no Guajuviras para detentos em formato semiaberto.

Finanças

Na área financeira, Luiz Carlos Busato reforçou a redução de custos implementada desde o início da gestão. “Reduzimos os gastos com cargos comissionados, aluguel de prédios e veículos. Continuamos trabalhando para cortar ainda mais nestas áreas. Para tanto, temos dois auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que foram cedidos para nos auxiliar”. Busato também destacou que pretende concluir o levantamento dos terrenos pertencentes ao município que estão sem uso, gerando apenas gastos. “Desta forma, poderemos fazer permutas com construtoras que recebem o espaço e que nos devolvem como contrapartida escolas e postos de saúde”, explicou.

Tecnologia

De acordo com o prefeito, serão criados softwares e aplicativos para ajudar na gestão do município. Um deles possibilitará que as pessoas marquem consultas médicas através do celular. “Isso vai permitir uma maior interação entre a Prefeitura e as pessoas”, diz Busato. Outro aplicativo citado pelo prefeito servirá para controlar o uso de veículos da frota da Prefeitura.