Profissionais da Educação se reúnem com prefeito para apresentar reivindicações

O Sindicato dos Profissionais em Educação Municipal de Canoas (Sinprocan) foi recebido na Prefeitura, na última quarta-feira, 2, para uma reunião com o prefeito Luiz Carlos Busato (PTB), a vice-prefeita Gisele Uequed (Rede) e o secretário de Educação, José D´Avila. O encontro ocorreu após manifestação dos sindicalistas em frente à Prefeitura, na terça-feira, 1. Os profissionais também foram até a Câmara de Vereadores, onde expuseram as demandas da categoria.

Profissionais protestaram em frente à Prefeitura na terça-feira, 1
Profissionais protestaram em frente à Prefeitura na terça-feira, 1

Reivindicações

“Vamos cobrar o que eles prometeram durante a campanha. Promessas têm bastante. Mas a campanha passou. Continuamos reivindicando os mesmos direitos”, afirma Jari de Oliveira, presidente do Sinprocan. Ele aponta, entre as situações consideradas mais graves, a falta de condições de trabalho, problemas na estrutura física das escolas e a falta de profissionais na rede municipal. Os educadores ainda cobram a retomada do pagamento dos vencimentos no último dia de cada mês, a unificação dos planos de carreira dos profissionais de educação e o retorno do abono de permanência. Para oficializar as demandas, o sindicato preparou um oficio com reivindicações de curto e médio prazo.

Reunião

Durante o encontro, foi anunciado pelo prefeito Luiz Carlos Busato que o abono permanência começará a ser concedido a partir da folha de outubro. Os professores já podem solicitar o abono a partir deste mês. As autoridades presentes ressaltaram que a falta de estrutura nas escolas, um problema histórico na cidade, começou a ser solucionada por meio do programa Prefeitura Mais Perto, que leva a Administração para dentro das instituições de ensino e investe cerca de R$ 150 mil em melhorias nos locais. Além disso, citaram o Canoas Mãos à Obra, que vai reestruturar as dependências de todas as escolas municipais.
A vice-prefeita, Gisele Uequed, salientou que a Administração tem como uma das principais metas qualificar a Educação. Para isso, é necessária, além de valorização dos servidores e da reestruturação das escolas, a parceria do Executivo com a categoria. “O nosso diálogo tem que ser frequente. Precisamos estar cada vez mais em sinergia para reconstruir a educação de Canoas”, resumiu.

Sindicato

De acordo com Jari de Oliveira, a postura do sindicato após a reunião será de espera. “Fizeram algumas promessas, mas vamos aguardar algo mais concreto”.