Rogerio Ceratti: “Quero ser um político que ouve as pessoas”

 

O candidato a deputado estadual pela Rede, Rogerio Ceratti, visitou a redação do jornal Timoneiro, na última quarta-feira, 3, para falar acerca de suas propostas para a Assembleia.

Segundo o advogado, é muito difícil participar do processo eleitoral. “Minha participação na política começou na organização do partido. Foi depois que coloquei meu nome à disposição e fui escolhido para concorrer”, destaca Rogerio, que concorre pela primeira vez a um cargo político. Ele afirma que, caso eleito, terá como foco o diálogo com a sociedade: “Quero ouvir as pessoas, encontrar as soluções discutindo com todos. Trago isso do movimento de escoteiros, do qual faço parte”.

Educação

Outro objetivo de Ceratti é a melhoria da Educação. “Temos que mudar a concepção de educação curricular que temos”, diz o candidato. Ele cita métodos usados no escotismo, com maior foco no fazer. Ele também defende mais investimento na área, assim como a valorização do professor e o resgate de valores cívicos e morais. “A educação tem que ser vista por nossos governantes com visão de longo prazo. A situação é mais ampla do que a sala de aula”, completa.

Estado

“Do jeito que está, o Estado está fadado ao fracasso”, diz Rogerio. Ele defende maior aproximação com a iniciativa privada, com o objetivo de criar métodos de trabalho conjuntos:

“Tem que dar estímulo, isenção, para termos mais opções de oferta de serviços à população”.

Caso eleito, Rogerio promete organizar um fórum para captar ideias e sugestões para seu mandato: “As pessoas podem sugerir e apresentar demandas. Podemos construir isso em conjunto com a comunidade”. Ceratti afirma que há um distanciamento entre a população e os políticos. “As pessoas nem se lembram que Canoas tem deputados eleitos. Isso ocorre por que eles nunca são vistos por aqui. Minha proposta é colaborativa e participativa. Quero manter o diálogo com a comunidade. As pessoas precisam acreditar que é possível fazer política correta e transparente”.