Santana e Patricio fazem pressão por mais bombeiros na cidade

Os vereadores canoenses José Carlos Patricio (PSD) e Sargento Santana (PTB) visitaram a redação do jornal Timoneiro, na última terça-feira, 6, para falar sobre um problema que preocupa grande parte dos moradores do bairro Mathias Velho. O posto do Corpo de Bombeiros do local está fechado, comprometendo o tempo de resposta da corporação em casos de sinistros na região. Com essa pauta, os vereadores sugerem, através de um projeto de lei, a criação de vagas voluntárias de bombeiros mistos, que seriam suficientes para a reabertura do posto.

Iniciativa

“Queremos o melhor para o bairro. Fomos atrás de alguns exemplos que acontecem no Rio Grande do Sul. Além disso, construímos uma comissão especial na Câmara para apreciar essa matéria”, conta o vereador Santana. De acordo com Patricio, o grande objetivo é revolver o problema, mesmo que seja uma obrigação estadual: “O município não pode esperar por algo que o Estado não faz. Temos que resolver esse problema”.

Efetivo

O maior problema apontado pelos legisladores é o atual número de efetivos na corporação. “Existe estrutura, existem equipamentos, tem caminhão, mas não tem gente. Então fomos atrás de alternativas para aumentar esse efetivo”, afirma Santana. Uma dessas alternativas é através do voluntariado. Os vereadores sugerem a criação de um sistema com bombeiros mistos, que consistem em bombeiros civis, atuando de forma voluntária, liderados por bombeiros militares. “Hoje só há uma guarnição que fica de plantão durante o turno da noite para atender toda a cidade. E, pelo andar da carruagem, ainda corremos o risco de ficar sem guarnição nesse turno, futuramente”, alerta o vereador Santana.

Projeto

“Criamos um projeto de lei, com essa sugestão. Está especificado que a própria corporação escolha esses novos integrantes. Sabemos que o projeto tem vícios de origem, mas nosso objetivo é pautar o assunto e criar uma forma de pressão social para que esse problema seja resolvido”, conta o vereador Patricio. Para Santana, a pauta chegará ao governo municipal e será apreciada: “Com certeza o prefeito Busato (PTB) vai refazer o projeto, que pode ser ainda melhor que a nossa sugestão”.