Sarau e homenagem marcam o Dia Municipal do Poeta Canoense

Simone Dutra

Na tarde da última terça-feira, 19, foi realizado um evento comemorativo ao Dia Municipal do Poeta Canoense, na Praça da Emancipação, que fica em frente à Prefeitura de Canoas, no centro da cidade, com diversas apresentações artísticas.

A realização é da Secretaria da Cultura e do Turismo do município em parceria com a Associação Canoense de Escritores e a Casa do Poeta de Canoas, que completou 15 anos de existência. O evento contou com a declamação de inúmeros poemas de autores locais, o show da também canoense Leny Barcellos, que cantou e tocou, ao violão, sucessos da MPB, e dos alunos da Escola de Música Coopen.

Um dos pontos principais do evento foi a homenagem ao poeta, jornalista e escritor Antônio Canabarro Tróis filho, o Tonito, que recebeu uma placa das mãos da presidente da Casa do Poeta, Maria Luci Cardoso Leite. Ao falar sobre o evento, a presidente definiu como: “Uma enorme honra, a realização de um sonho que lança sementes para o ano de 2018”.

Homenagem

Ao receber a homenagem, Tonito disse: “autores e leitores são cúmplices na direção da realização humana, na valorização dos sentimentos nobres e na conquista de um mundo novo. A letra é a semente da palavra, e a palavra a semente do livro, e o livro a semente de todo o saber. Então, eu saúdo vocês que são cúmplices, pois o leitor seria melhor autor se escrevesse, até, ele faz outra história, ele cria junto. Por isso, essa relação é muito importante para a própria vida, tanto que um poeta morto há 5 mil anos está vivo hoje no livro, porque a pessoa não morre, todos continuam vivos”. Enquanto era aplaudido, ele disse que não era merecedor de uma homenagem, e explicou: “Mereço compreensão pela minha teimosia. Eu gosto muito de trabalhar, pois fora do trabalho não há salvação”.