Toda sexta-feira nas mãos dos canoenses

Monique Mendes

No dia 29 de julho, o jornal O Timoneiro completa 51 anos de circulação em Canoas. São 10 mil exemplares distribuídos toda sexta-feira, de forma gratuita, em quase todos os bairros da cidade. Em tempos onde a comunicação é essencial e a tecnologia está presente nos nossos dias, O Timoneiro mantém o seu posto e a popularidade devido à soma de diversos fatores, e entre eles está a nossa distribuição.

São muitos os parceiros do jornal ao longo dos anos. Empresas e pessoas que acreditam na importância da propagação da informação e nos conteúdos do nosso semanário. É graças a esta confiança que O Timoneiro chega há tantos anos nas mãos do povo canoense.

“Toda sexta-feira os clientes já perguntam onde está O Timoneiro. Se tivesse no meio da semana, também distribuiria bastante aqui, porque as pessoas pedem igual, mas no final do sábado já foi tudo. É quase tão popular quanto o nosso pão cacetinho entre a clientela”, afirma Nicanor Grisa, sócio do Mercado Grisa, no bairro Harmonia.

Outro importante distribuidor do jornal é a Sindicato dos Profissionais em Educação Municipal de Canoas (Sinprocan).“O jornal O Timoneiro mantém o objetivo de divulgar informações e ocupa sua função de estar sempre atento, informando seus leitores. Acho importante principalmente para as pessoas que não têm ainda o acesso à informatização. Toda semana os nossos associados buscam os exemplares e levam para suas casas e famílias”, comenta a secretária geral do Sinprocan, Simone Goulart.

Para Aldair Chagas, proprietário da Padaria Sonhos de Pão, O Timoneiro completa 51 anos porque tem fontes seguras, é persistente e batalha para chegar onde chegou. “Eu distribuo o jornal toda semana aqui na minha padaria e já faz quatro anos que estou neste ponto. Recebo os jornais e coloco à disposição dos meus clientes que são leitores. Gosto de ler e acompanhar as notícias porque o jornal não tem medo de denunciar o que está errado”, avalia.