Ulbratech Canoas completa cinco anos de atividades

Gestores de incubadoras tecnológicas, membros do poder público municipal e autoridades da mantenedora – Associação Educacional Luterana do Brasil (Aelbra) e da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e demais mantidas de todo o país participaram, na noite de quarta-feira, 31 de agosto, de um coquetel comemorativo ao aniversário dos cinco anos da Rede Ulbra de Inovação – Ulbratech. O evento, realizado no auditório da Unidade Canoas, no prédio 16 do campus universitário, reuniu colaboradores e diretores das empresas incubadas.

Aelbra

Na ocasião, o diretor de Inovação da Aelbra/Ulbra, Márcio Roberto Machado da Silva, apresentou dados sobre a Rede e lembrou momentos da trajetória iniciada em 2011, dentro da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação da Universidade, e consolidada em 2012, com a inauguração do primeiro Parque Tecnológico Ulbratech. “Ao longo do tempo, trabalhamos com a Reitoria e os gestores da mantenedora sobre a potencialidade de desenvolvimento do nosso projeto. Hoje, além de possuirmos sete unidades Ulbratech em operação dentro das mantidas da Aelbra, temos uma direção de Inovação consolidada dentro da mantenedora e que já está estruturando diretrizes gerais de funcionamento”, revelou Machado, ao confessar sua satisfação com a rápida expansão dos negócios da Rede. “Quando tiramos esse sonho do papel, há cinco anos, não imaginávamos que ele atingiria essa proporção tão rapidamente. Atualmente, vivemos um momento muito bom, nosso trabalho está obtendo projeção e reconhecimento nacional e internacional e os empresários têm buscado os parques tecnológicos para inovar”, pontuou o diretor.

Reitoria

O reitor da Ulbra no Rio Grande do Sul, Marcos Fernando Ziemer, enfatizou a importância da integração entre inovação, ensino e pesquisa. “A nova Missão da Ulbra, apresentada no novo Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), é ser uma comunidade de aprendizagem eficaz e inovadora. Esse objetivo tem tudo a ver com a proposta do Parque, que é um ambiente riquíssimo para que professores e alunos, com o apoio do poder público, possam colocar em prática os seus conhecimentos”, destacou Ziemer. Um sentimento compartilhado pelo presidente da Associação Educacional Luterana do Brasil (Aelbra), Paulo Augusto Seifert. “Tradição e inovação são características de uma universidade. Por isso, nada melhor do que dentro de suas instalações proporcionar os devidos espaços para o desenvolvimento tecnológico e científico”, complementou Seifert. Em uma segunda etapa, ocorreu da palestra de Jorge Audy, presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e convidado especial da noite.

Ulbratech

A Rede Ulbra de Inovação é uma rede que integra os projetos de parques tecnológicos, incubadoras tecnológicas da Ulbra e convênios de cooperação científica e tecnológica entre a universidade e outras instituições nacionais e internacionais, formando uma rede de cooperação chamada Ulbratech, que objetiva o desenvolvimento de pesquisa, desenvolvimento e inovação entre as partes envolvidas, utilizando-se de estrutura compartilhada, tanto de laboratórios quanto de pessoal técnico e administrativo.