Último Natal da Transformação divide opiniões

decoracao-02O projeto Natal da Transformação iniciou na última quinta, 1º de dezembro, com o acendimento das luzes de Natal, no Paço Municipal de Canoas. Esta deve ser a última edição do questionado evento, conforme o prefeito eleito Luiz Carlos Busato (PTB).

O Natal da Transformação foi assunto durante almoço no Sindlojas Canoas, na última segunda-feira, 28 de novembro, com a presença de Busato. Segundo ele, o evento natalino está em sua última edição. Por sugestão do presidente do Sindlojas, Denério Neumann, assumiu o compromisso de encerrar o ciclo das garrafas pet na cidade. “A garrafa pet foi um ciclo que já se completou. Temos que começar a fazer a decoração também para incentivar o comércio, ir para os bairros”, disse. A ideia do prefeito eleito é firmar parceria com o comércio para expandir as decorações de Natal em direção aos bairros, descentralizando as ações.

Moradores opinam
Como de costume, os gastos envolvidos no evento e a qualidade da decoração são questionados pelos moradores da cidade. Rosi de Souza, atendente de Call Center, estava na Praça da Emancipação na tarde de quarta-feira, 30 de novembro, observando a montagem da decoração e aparentando não gostar muito do que via. “Acho uma coisa muito fútil. Nem precisava ter. É só pra gastar dinheiro. Acho que o dinheiro deveria ser empregado em coisas mais importantes”, comentou Rosi.

Já Enedi Melo, moradora do Centro de Canoas, tem a opinião dividida. Segundo ela, as decorações deste ano parecem bonitas, mas a impressão causada no ano passado ainda pesa: “Não gostei do Jesus que montaram ano passado, ficou muito feio. Não gostei do tipo que usaram. ”

A decoração também chamou atenção pelo lado positivo. É o caso de Vera Salines, compradora industrial, moradora do bairro Nossa Senhora das Graças. Vera destacou a criatividade do evento, pelo reaproveitamento de materiais. “Natal é alegria. Os outros anos também estava muito bonito”, completa.

Os materiais reciclados, em sua maioria garrafas pet reutilizadas, decoram a fachada da Prefeitura formando mosaicos. As garrafas também estão colocadas em estruturas metálicas, penduradas em árvores e em forma de pinheiros de Natal.

O Natal da Transformação é realizado em Canoas desde 2009, elaborado por uma arquiteta urbanista e uma artista plástica contratadas pela Secretaria de Cultura da época, pelo valor de R$ 174.965,00. O evento é realizado pela Secretaria Municipal de Projetos Especiais, Captação e Inovação.

Histórico de problemas
Mesmo usando material reutilizado e que aparentemente foram feitos em oficinas de projetos sociais, é na montagem, desmontagem, manutenção, contratação de equipamentos e produtores, cenografia, aluguel de automóveis com motoristas por quatro meses, entre outras coisas, que a verba destinada ao evento ganha proporções destoantes da temática sustentável.

Desde sua primeira edição, em 2009, o projeto foi questionado na Câmara de Vereadores, com pedidos de informações sobre a destinação dos gastos, que ficaram na casa de R$1.075.082,33 (mais de um milhão e 75 mil reais).