Uma história com mais de 200 anos de atividades no Brasil

Monique Mendes

O corretor de imóveis não é uma profissão moderna, já existia desde a época dos césares, em Roma, quando intermediários promoviam negócios imobiliários. Segundo historiadores, no Brasil, a corretagem vem desde o tempo da colonização, com a chegada da corte portuguesa à Bahia e ao Rio de Janeiro, em 1808. Na época, muitas pessoas ganhavam a vida buscando pousadas para os desbravadores e a preocupação com a comercialização e registro dos imóveis já estava presente. Mas, apenas no ano de 1967, no primeiro Congresso Nacional dos Corretores de Imóveis, que seis sindicatos iniciaram um movimento a favor da regulamentação das atividades no país.

Esta reivindicação só começou a ser atendida, em agosto de 1962, com uma lei que possibilitou o surgimento dos Conselhos Regionais de Corretores de Imóveis. Portanto, no Dia 27 de agosto de 1967, foi instituído o Dia Nacional do Corretor de Imóveis em homenagem a todos os profissionais da área.

O mercado canoense conta com mais de 1200 corretores cadastrados. E a profissão se consolida ao longo dos anos devido à sua importância para sociedade. São eles, que falam para o jornal O Timoneiro qual a importância de um profissional especializado hoje no mercado imobiliário.

Florencia Rycembel Boeira – Presidente e Corretora na Imobiliária Florença

“O papel do Corretor de Imóveis é de extrema importância na sociedade, pois cabe a esse profissional orientar as pessoas na realização dos seus sonhos, seja para a aquisição da sua casa própria ou um negócio, garantindo que os cidadãos estejam devidamente assistidos evitando problemas jurídicos futuros e garantindo seu patrimônio”.

Elisabete Wiest – Corretora na Segura Imóvei

“Entendo que o papel do corretor de imóveis é de ajudar na realização de um sonho. É transmitir ao cliente confiança, segurança e credibilidade na compra e venda de imóvel, de forma que ele sempre terá tranquilidade em voltar a fazer negócios com o corretor que lhe deu um atendimento qualificado e com isso conseguir fidelizá-lo”.

Viviane Lottici – Corretora na Imobiliária Lottici

“Atuo há 7 anos na área imobiliária. É muito gratificante ajudar as pessoas a realizar um sonho, a adquirir o seu imóvel. E melhor ainda é quando indicam o nosso trabalho, isso é reconhecimento”.

Georgi Guilherme Hanna – Corretor na Guilherme Imóveis

“Para ser corretor de imóveis você tem que gostar de pessoas e de conversar. O corretor na hora compra ou locação ele é psicólogo, consultor e amigo, pois em alguns casos a troca de moradia ocorre por fatos adversos à vontade da pessoa, e por este motivo acabamos realmente nos envolvendo indiretamente com o problema do cliente”.

Katia Osorio – Corretora na Imobiliária Prime

“A importância de ser um bom corretor está na prestação de serviços com transparência, eficiência e confiança, oferecendo assim satisfação ao cliente, na busca da realização de “seu sonho” de aquisição da sua moradia, e consequentemente bons negócios. Sou credenciada junto ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis, desde 1994, e há cerca de 20 anos atuo como Consultora Imobiliária (autônoma) no mercado de Canoas. Iniciei minha carreir, na Brandalise Imóveis, onde trabalhei até 2007. Hoje, trabalho na Prime Imobiliária desde sua fundação em 2012.”

Fabio Rossoni da Silva – Corretor na Solução Imóveis

“Hoje concorro com um universo de profissionais capacitados, a arte de ser corretor me faz inovar todos os dias, ser corretor é correr risco, é enfrentar todas as dificuldades como obstáculos e supera-lá, é atingir meta s e desafios diariamente! Ser corretor é amar o que faz, é proporcionar satisfação, conforto, bem estar e segurança aos seus clientes e se tratando da parte financeira, é buscar o fechamento ideal com relação aos valores e os futuros retornos lucrativos que o bem pode lhe proporcionar”.